1/4

Deseja energizar sua sala ou trazer um pouco mais de leveza para o quarto? As cores podem lhe auxiliar na hora de planejar sua decoração. Elas influenciam o humor, refletem nossa personalidade e dão vida a qualquer ambiente. Aqui estão algumas inspirações interessantes para a sua casa!
.

Amarelo: Reflete foco, inteligência e agilidade mental. O amarelo estimula atividades intelectuais, conversas e o aprendizado. Pode perfeitamente combinar com azul, que é menos chamativo aos olhos e está associado à tranquilidade.
.

Verde: Cor que remete à natureza, o verde também traz uma sensação de conforto. Para quem está buscando novos desafios, se reinventando como pessoa e buscando o crescimento pessoal. O verde ajuda a despertar o talento e inspira à mostra-lo para outras pessoas, além de ser também associado à saúde e bem-estar.
.

Vermelho: Uma cor marcante, o vermelho traz avivamento para qualquer cômodo mesmo quando usado pontualmente em pequenos objetos. Por se tratar de uma cor bastante intensa, exige o devido cuidado em sua escolha. Causa um belíssimo contraste quando combinado com as cores preto e branco juntas.
.

Azul: O céu e o mar. Azul é a cor da tranquilidade, da paz de mente e espírito. Ele alivia tensões, traz calma para o lar e harmoniza relações. Ideal para reforçar um ambiente amistoso e receptivo para convidados.
.

Roxo: Outra cor bastante expressiva, o roxo combina perfeitamente que optam pela originalidade na decoração. É uma cor que está fortemente associada a sensibilidade e ao mistério. No passado, era um cor cara por seu raro tom, usado especialmente pela igreja e senhores. Hoje é o perfeito equilíbrio entre a força do vermelho e a tranquilidade do azul. .


Referências:
Livro: A Psicologia das Cores, de Eva Heller |  Portal Casa e Jardim | Fotos: retiradas do Pinterest

1/3

As arandelas são elementos cenográficos que podem ser usadas interna e externamente.

Elas devem ser usadas em lugares onde a luz não é protagonista, por se tratarem de uma iluminação pontual. Indicada pra ambientes que precisam ser iluminados de forma leve e despretensiosa, como fachadas, corredores, banheiros, varandas e dormitórios.

Para a maioria dos casos, a altura ideal é entre 2,00 a 2,20 metros para casas com pé direito (altura do chão ao teto) de 3,00 metros. Em quartos, elas são usadas como uma luz de cabeceira, e devem ser deixadas a 1,00 ou 1,10 de altura, sobre os criados-mudos ou mesa lateral!

Referências:
Uol - Casa e Imóveis | Fotos: retiradas do Pinterest

1/3

Tanto a decoração da sala de estar como do quarto merecem cuidados especiais – E os quadros podem dar o toque de personalidade perfeito para criar o ambiente que você deseja criar em sua casa. Uma composição de quadros planejada traz originalidade, charme e beleza capazes de diversas possibilidades. Mas como planejar?


As dicas seguintes vão te ajudar a encontrar a harmonia perfeita para decorar a sua casa: é interessante que haja 25 cm de distância entre a borda inferior do quadro para o aparador, cabeceira ou sofá – quando este for o caso. Acima de prateleiras, também são essenciais os mesmos 25 cm entre o quadro e o objeto. Para disposição circular – é recomendável começar com quadros maiores pelo centro e diminuir nas extremidades, sempre privilegiando a simetria entre eles.


Imagens retiradas do Pinterest.

Jéssyca Duarte - Arquiteta Urbanista - CAU: A112815-2
Contato: (37) 3226.8264 | 9 9119.7191